TEXTO: Apocalipse 1.3;(Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo) e Romanos 13.11-14• (E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé. A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.)

INTRODUÇÃO: O texto de Romanos 13 é histórico. Foi por meio de sua leitura que o Espírito Santo falou ao coração de Agostinho, e o levou a uma vida nova em Cristo Jesus.

É também um texto exortativo, de chamamento. Dele algumas lições po¬dem ser retiradas, lições oportunas principalmente para o tempo e a hora que vivemos como povo de Deus. E por esse motivo nós Precisamos De:

I. DISCERNIR O TEMPO (discernimento, v. 11)

 

1) O apóstolo diz que escrevia ou falava isto as pessoas que conheciam o tempo. A Bíblia de Jerusalém diz: "Sabeis em que tempo estamos viven-do." A Bíblia Viva diz: "Vocês sabem como já é tarde."

O Apostolo Paulo não viam a era da Igreja de Cristo como um período de tempo prolongado, no seu entendimento a volta de Cristo ocorreria dentro de pouco tempo, e Ele não estava sozinho nesta linha de raciocínio, o Apostolo João na sua 1ª Carta 2:18 Ele diz; ... Filhinhos é já a última hora.... E este era o pensar de todos os cristãos. E devido a expectativa da volta de Cristo, Eles levavam um viver em santidade e comunhão......

2) A igreja, o povo de Deus, precisa conhecer e discernir o tempo. O Apostolo Paulo diz no v. 11 “...a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.”Cremos que esta é uma das necessidades mais imperio¬sas da igreja, hoje ela precisa ter discernimento da hora em que vivemos. Há uma Palavra de Cristo neste sentido: "Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu, e não podeis discernir os sinais dos tempos?" (Mt 16.31.)

3) O discernimento é um dom do Espírito Santo. Dependemos dele para conhecermos e discernirmos o tempo em que vivemos. O povo de Deus não é um povo ignorante, ele sabe que o tempo está próximo.

 

II. DESPERTAR DO SONO (despertamento, v. 11)

1) A Bíblia de Jerusalém traduz: "Já chegou a hora de acordar." Despertar ou acordar é a palavra de ordem da igreja. Eis aqui uma das mais urgen-tes necessidades da igreja de Cristo hoje. Através da história da igreja nestes vinte séculos de sua existência, ela tem tido os seus longos perío¬dos de sono profundo. A igreja na África, na Europa, na Ásia, dormiu um sono profundo, tanto é que em alguns lugares ela está sufoca em esconderijos e cavernas, Ela não existe como aqui em Lage

2) A igreja precisa acordar, despertar. É uma urgente necessidade do povo de Deus. Despertamento é prontidão, é pressa, é ligeireza. Despertamento é o sopro do Espírito Santo de Deus em nós.

3) Que Deus venha e nos desperte (Ef 5.14.) “...Desperta tu que dormes”

 

III. ANDAR DIGNAMENTE (testemunho, v. 13) ...Meus irmãos o tempo está próximo.

1) Paulo em seus escritos dá muita ênfase ao andar do cristão: "Andai em amor" (Ef 5.2), "Andai como filhos da luz" (5.8), "Andai como sábios (5.15).

2) A postura da igreja deve ser de pureza, de santidade. A igreja é luz, é sal, é para que sua influência seja salutar, positiva, poderosa, transformador. Influência que provoque impacto, é preciso que tenha qualidade. É isto o que Paulo está falando no v. 13, o texto é claríssimo. Em parte o testemunho do povo de Deus hoje é fraco, não provoca impacto, porque ele não tem qualidade. Nosso andar tem de ser digno no meio desta geração corrupta e pecadora. Somos um povo escolhido e separa¬do (l Pe 2.9). Mas vós sois a geração eleita ...

3) Uma das razões porque devemos andar de um modo agradável a Deus está no v. 12: "A noite avançou", vai alta a noite, "o dia se aproxima", "vem chegando o dia". O Dia do Senhor já está mais perto, isto deve ser uma razão muito forte para que vivamos de um modo agradável e digno do Senhor. "Qual tem sido nossa postura como cristãos diante da sociedade onde vivemos?"

IV. REVESTIR-SE DO SENHOR JESUS (autenticidade, v. 14)

1) Neste trecho bíblico o apóstolo emprega duas vezes o verbo revestir. No v. 12 ele diz: "Revestimo-nos das armas da luz", e no v. 14: "Revestidos do Senhor Jesus Cristo." O que significa revestir-se de Jesus Cristo? Entende¬mos que é permitir que Cristo viva a sua vida em nós. Nos escritos paulinos, por repetidas vezes vamos encontrar a expressão: em Cristo. Isto quer dizer dentro de Cristo. Paulo experimentou isso em sua própria vida, ele testemunhou sua experiência cristocêntrica em, Gálatas 2.19,20.

2) Revestir-se de Cristo é expressar em palavras, atos e pensamentos atitudes da pessoa de Jesus. É quando tudo em nós traduz, interpreta, comunica a vida de Cristo. É quando ele fala, pensa, vê, sente, caminha, ama, serve, através de nós.

3) Talvez uma das necessidades mais urgentes de cada crente, de cada co¬munidade seja esta: revestir-se de Jesus Cristo. Deixar que todo o nosso ser seja impregnado, saturado, dominado pela pessoa singular de Jesus de Nazaré. Isto é obra do Espírito Santo, é ele que nos coloca em Jesus Cristo.

CONCLUSÃO: No texto meditado fomos desafiados como pessoa e como igreja a uma decisão corajosa e comprometida em Cristo e sua gloriosa causa. Qual tem sido a tua postura? Que possamos corresponder a este desafio.